+351 914 132 130 info@growunder.com
O que muda com o novo algoritmo do Google

O que muda com o novo algoritmo do Google

A entrada em vigor do novo algoritmo do Google deixou os especialistas de SEO de cabelos em pé. Perceba porquê e o que traz de novo esta atualização…

O Google implementou o seu novo algoritmo core na semana passada, a 3 de dezembro. Foi a terceira vez, só neste ano, que o motor de buscas fez alterações ao algoritmo que influencia diretamente as pesquisas. 

O último anúncio de atualização tinha sido a 4 de maio passado.

A nova mudança veio deixar os especialistas de SEO - Search Engine Optimization com os cabelos em pé, temendo as consequências para os seus sites. 

Venha perceber o que está em causa...

 

O que é o algoritmo do Google?

O algoritmo do Google é o sistema que o motor de buscas utiliza para organizar as suas pesquisas. Trata-se de uma fórmula complexa e quase misteriosa, uma vez que nunca são revelados os detalhes de funcionamento, que permite ao Google destacar os sites mais relevantes e interessantes para uma determinada pesquisa.

Essa fórmula leva em conta fatores como a qualidade do conteúdo e a sua relevância, bem como a usabilidade do site, entre outros.

 

Qual é o impacto da atualização do algoritmo do Google num site?

Sempre que há uma atualização do algoritmo do Google, um site pode ganhar ou perder terreno. E tudo depende, quase sempre, da qualidade e adequação do respetivo conteúdo.

Quanto melhor o conteúdo, melhor desempenho terá o site. A tendência das últimas atualizações do Google vai no sentido de valorizar a qualidade dos conteúdos.

De qualquer forma, as mudanças implementadas pela gigante tecnológica são um constante desafio para os especialistas de SEO e para os donos de sites. Muitos deles encararam a nova atualização como mais uma má notícia num ano terrível, temendo as consequências negativas para as páginas web que trabalham.

Os efeitos desta atualização já se começam a sentir nalguns sites, mas a real dimensão dos "danos" ainda está a ser avaliada pelos experts de SEO.

 

Conteúdo de qualidade é rei

O Google está, cada vez mais, rigoroso e exigente quanto aos conteúdos dos sites que agrega nas suas pesquisas. Também utiliza, atualmente, softwares mais inteligentes e preparados para encontrarem os conteúdos que os utilizadores do Google realmente procuram.

Longe vão os tempos em que o "truque", em termos de SEO, era usar o mais possível a palavra-chave em cada texto publicado. O foco agora está na qualidade dos conteúdos divulgados.

Assim, como o próprio Google sugere, os donos de sites e especialistas devem preocupar-se, acima de tudo, em "oferecer o melhor conteúdo possível", oferecendo dicas e experiências, relatórios e dados originais, bem como vídeos e imagens interessantes.

Ora, para confirmar se o seu site está no bom caminho, cumprindo as orientações do Google, pode e deve fazer as seguintes perguntas, conforme o que a tecnológica recomenda:

  • O conteúdo fornece informações, relatórios, pesquisas ou análises originais?
  • O conteúdo oferece uma descrição substancial, completa ou abrangente do tópico?
  • O conteúdo fornece uma análise criteriosa ou informações interessantes que vão além do óbvio?
  • Se o conteúdo se baseia em outras fontes, evita simplesmente copiar ou reescrever essas fontes e, em vez disso, fornece valor adicional e originalidade substanciais?
  • O título do artigo e/ou o título da página fornecem um resumo descritivo e útil do conteúdo?
  • O título do artigo e/ou o título da página evitam ser exagerados ou chocantes por natureza?
  • É este o tipo de página que gostaria de adicionar aos seus favoritos, partilhar com um amigo ou recomendar?
  • Esperaria ver este conteúdo referenciado ou numa revista impressa, enciclopédia ou livro?

No fundo, o Google reforça a importância de providenciar conteúdo confiável, com "fontes claras" e "evidências da experiência envolvida" quanto aos seus autores, segundo explica o próprio motor de pesquisas.

Algoritmo do Google

 

A fórmula EAT (Expertise - Authoritativeness - Trustworthiness)

Indo ao encontro das orientações descritas acima, as atualizações do algoritmo do Google que têm sido implementadas nos últimos anos vão encontro da fórmula EAT (Expertise-Authoritativeness-Trustworthiness, ou seja, Competência, Autoridade e Confiabilidade).

Assim, se o seu site foi afetado por uma queda significativa depois da mudança da semana passada, é tempo de avaliar os conteúdos que está a disponibilizar. Pois, podem ser menos adequados do que pensa.

Aqueles que já apostam, por princípio e de forma consistente, em conteúdos de qualidade, devem estar pouco preocupados e até podem esperar melhorias no seu ranking no Google.

Em qualquer dos casos, o que importa é manter o foco na entrega de bons conteúdos e de forma fácil de ler para os utilizadores. 

Deste modo, espreite de seguida as principais orientações no sentido de cumprir com as exigências do Google...

 

Aposte em conteúdos relevantes e num tom informal

A principal prioridade é manter a escrita de conteúdos de qualidade e relevantes dentro do tema que abordam. Atualmente, impera o chamado SEO semântico e, portanto, o foco deixou de ser a palavra-chave. Mas, agora, dá-se primazia ao significado dos conteúdos e à forma como respondem às perguntas e necessidades dos utilizadores.

Neste sentido, é importante também manter conteúdos num tom informal e coloquial, facilitando a comunicação e a sua apreensão espontânea. Assim, o discurso utilizado deve ser comunicativo, como se estivesse a falar diretamente para o leitor.

 

Dê importância à experiência do utilizador

A usabilidade é outro aspeto valorizado pelo Google. Desta forma, deve criar condições para melhorar a experiência do utilizador, por exemplo, disponibilizando conteúdos originais, pesquisáveis, confiáveis e que vão para lá dos conhecimentos óbvios. 

É fundamental que demonstre ao Google que o seu conteúdo é uma mais-valia para os utilizadores.

 

Afirme-se como uma autoridade

O Google privilegia os sites que se apresentam como uma referência e, logo, uma autoridade na área ou nos assuntos que abordam. E a melhor forma de atestar estes fatores é através do feedback dos utilizadores.

Assim, aspetos como os comentários aos artigos do blogue, as avaliações positivas e o feedback das redes sociais são altamente valorizados pelo Google. Portanto, são outra forma de melhorar o ranking de um site no motor de buscas.

 

Torne o seu site relevante 

A proeminência ou relevância de um site é outra variável determinante e que está diretamente relacionado com o facto de os utilizadores o poderem encontrar de forma fácil.

Deste modo, deve ser relevante para as pesquisas do público-alvo, com informações precisas e corretas.

Os conteúdos também devem ser focados em pesquisas muito concretas ou assentes na ideia do "perto de mim" para que o público-alvo possa encontrar facilmente o nosso negócio - uma ideia que é especialmente importante no caso dos pequenos negócios locais.

 

Torne a versão mobile numa prioridade 

O seu site deve ser responsive, isto é, tem de estar preparado para se adaptar a qualquer dispositivo utilizado, seja um computador ou um aparelho móvel. 

Os telemóveis são, cada vez mais, o meio privilegiado para as pessoas se ligarem à Internet. E, portanto, são também valorizados no algoritmo do Google. O motor de buscas até já alertou que deixará de rankear os sites que não cumpram esse objetivo a partir de 2021.

 

Assegure um carregamento rápido

O tempo dos sites que levavam uma eternidade a carregar já lá vai há muito! Atualmente, mais do que uma fração de segundos é já demasiado tempo. Consequentemente, os sites têm de carregar de imediato para poderem ter um bom ranking no Google.

Assim, é preciso que se foque neste aspeto - até para evitar que os utilizadores "fujam" do seu site perante a demora no carregamento.

Além destas dicas, precisa de ter um site rastreável e que garanta uma boa navegabilidade aos utilizadores, com conteúdos fáceis de encontrar e sem excesso de anúncios ou de banners.

Algoritmo do google formula EAT

 

Pensar menos no algoritmo do Google e mais no conteúdo

O algoritmo do Google vai continuar a sofrer mudanças nos próximos tempos. É um trabalho sem fim que visa melhorar a forma como a informação é organizada e como é que ela pode chegar a mais pessoas, de forma mais acessível e útil para quem a procura.

É um desafio constante para os especialistas de SEO e para os proprietários de sites que precisam de adaptar continuamente as suas estratégias. 

Os efeitos deste último update só devem sentir-se, na sua plenitude, nos próximos dias, logo que o processo esteja concluído. Mas deve estar atento desde já às estatísticas do seu site. Mantenha a vista no Google Analytics para detetar eventuais alterações significativas.

Em todo o caso, quaisquer que sejam as mudanças, estarão relacionadas com a relevância do conteúdo que o seu site oferece. Porque, independentemente de fórmulas ou novos algoritmos, o que conta é o conteúdo.

Assim, em vez de pensar tanto no novo algoritmo do Google, dedique-se mais a criar conteúdos importantes e de qualidade. Porque terminou de vez a ideia de que há uma "fórmula mágica" para subir no ranking do Google - o que faz a diferença é trabalho, dedicação e bons conteúdos.

 

Aproveite também para ler o artigo "como implementar estratégia de SEO para Joomla (case study)".

logo growunder white 223x45px

Somos uma empresa formada por colaboradores que trabalham remotamente, focada e especializada na consultoria e administração de websites.

Contactos

Av da República 6-1Esq
1050-191 Lisboa
Portugal