+351 914 132 130 info@growunder.com
Novas formas de ganhar dinheiro com vídeos no Facebook

Novas formas de ganhar dinheiro com vídeos no Facebook

Há novas maneiras de ganhar dinheiro com vídeos no Facebook. Venha conhecer as novidades lançadas pela rede social neste âmbito...

O Facebook lançou novas formas de monetizar vídeos na rede social. Assim, os criadores de conteúdos têm oportunidade de ganhar mais dinheiro.

Antes de mais, é preciso perceber que a possibilidade de obter receita com os vídeos publicados no Facebook só está disponível para páginas que cumpram uma série de critérios.

Mas o Facebook acabou de alargar alguns critérios. Em causa estão as seguintes três atualizações essenciais:

  • Monetizar vídeos curtos
  • Alargar critérios de monetização a mais criadores de conteúdos
  • Facilitar os ganhos de dinheiro com contribuições dos visualizadores

Fique connosco para perceber, com mais detalhe, as mudanças que o Facebook está a fomentar na monetização de vídeos...

Monetizar vídeos curtos

O Facebook passa a permitir que os utilizadores ganhem dinheiro com vídeos de menos de um minuto, através da exibição de anúncios publicitários.

Até agora, apenas os vídeos com três minutos ou mais podiam ter anúncios. 

Contudo, passa a ser possível ganhar dinheiro com vídeos de apenas 1 minuto, "com um anúncio minimamente interruptivo em execução durante 30 segundos", anuncia o Facebook. Os vídeos com 3 minutos ou mais podem ter anúncios de 45 segundos.

Uma mudança que visa diversificar as possibilidades de obter rendimentos na rede social, segundo o Facebook.

O Facebook refere ainda que está a explorar novos formatos de anúncios in-stream que aumentem o envolvimento dos utilizadores através de recompensas ou de interação com os produtos. 

Será mais uma forma de ajudar a aumentar os ganhos dos criadores de conteúdo, mas também uma via para melhorar a experiência dos utilizadores e uma forma de garantir aos anunciantes que chegam às audiências certas.

O próximo passo, que ainda vai ser testado, passará pela possibilidade de monetizar os conteúdos produzidor para Stories.

Nestes casos, os anúncios vão surgir como uma espécie de adesivos e os criadores dos conteúdos vão receber uma parte da receita que lhes estiver associada, de acordo com declarações feitas pelo próprio Mark Zuckerberg, o cofundador do Facebook.

Alargar critérios de monetização a mais criadores de conteúdos 

O Facebook procede à atualização da elegibilidade dos anúncios In-stream para que mais criadores de vídeos possam ter acesso à monetização.

Os anúncios In-stream são aqueles que são exibidos antes ou durante um vídeo. Para exibir este tipo de anúncios, as páginas do Facebook devem preencher os seguintes requisitos:

- 600.000 minutos visualizados no total em qualquer combinação de vídeos - on-demand, ao vivo ou que foram anteriormente ao vivo - publicados nos últimos 60 dias.

- 5 ou mais uploads de vídeo ativos ou de vídeos que foram ao vivo - os vídeos devem ser publicados, não ser apagados e cumprir as Políticas de monetização de conteúdos da rede social. 

Os critérios anteriores abarcavam apenas vídeos on-demand de, pelo menos, 3 minutos.

Porém, continua a ser obrigatório publicar os vídeos a partir de uma página e não de um perfil, com um mínimo de 10 mil seguidores. Além disso, é preciso ter mais de 18 anos e estar localizado num país abrangido pelas regras do Facebook.

Expansão de eventos online pagos e subscrições de fãs  

Há uma série de eventos online pagos no Facebook, desde competições desportivas a aulas de culinária, passando por tutoriais ou passeios virtuais. Mas essa possibilidade não é possível em todos os países.

Mas o Facebook vai alargar os eventos online pagos para mais 24 países, incluindo Portugal. 

Os restantes países abrangidos são Argentina, Áustria, Bangladesh, Bolívia, Colômbia, Dinamarca, Equador, Egito, Guatemala, Hong Kong, Indonésia, Irlanda, Malásia, Marrocos, Nova Zelândia, Peru, África do Sul, Suíça, Taiwan, Tailândia, Filipinas, Turquia e Emirados Árabes Unidos.

Também a opção de subscrição de fãs que existe em 25 países vai ser alargada a mais nações, designadamente Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Suécia, Suíça e Turquia.

E o Facebook promete que continuará sem receber nenhum tipo de contribuição das receitas obtidas pelos seus utilizadores com eventos online pagos e subscrições de fãs - pelo menos até agosto de 2021. 

Em conclusão...

São boas notícias para os criadores de conteúdos que procuram sempre formas de ganhar dinheiro com vídeos no Facebook. Mas para monetizarem os seus vídeos, precisam sempre de cumprir as políticas da rede social para monetização de conteúdos.

Para começar, entre no Estúdio de Criação do Facebook, nomeadamente para confirmar se cumpre todos os critérios para poder tirar partido das soluções de monetização de vídeos do Facebook. 

logo growunder white 223x45px

Somos uma empresa formada por colaboradores que trabalham remotamente, focada e especializada na consultoria e administração de websites.

Contactos

Av da República 6-1Esq
1050-191 Lisboa
Portugal