+351 914 132 130 info@growunder.com
Como usar as redes sociais para negócios B2B

Como usar as redes sociais para negócios B2B

As redes sociais podem parecer pura perda de tempo para as empresas B2B (Business To Business). Nada mais errado. Veja como usar as redes sociais para negócios B2B com resultados efetivos.

O uso das redes sociais em estratégias de marketing digital faz todo o sentido em marcas direcionadas para os consumidores, os chamados negócios B2C (Business To Consumer). 

Mas no caso das empresas B2B (Business To Business), ou seja, as que vendem serviços ou produtos a outras empresas pode parecer que faz menos sentido.

Contudo, as empresas B2B também podem criar uma forte presença online com a estratégia certa. E é precisamente nesse sentido que vamos deixar aqui algumas sugestões...

Marketing B2B nas Redes Sociais

Muitas empresas B2B têm optado simplesmente por ignorar as redes sociais, enquanto outras se debatem com resultados pouco positivos. E estas realidades existem independentemente da dimensão ou do sucesso de vendas dessas empresas.

Os responsáveis de marketing digital optam, por vezes, pela aposta em táticas tradicionais, como por exemplo os anúncios de eventos corporativos e de novos contratos ou sucessos das empresas. Claro que estas opções continuam a ser válidas, mas nem sempre são as melhores.

As empresas B2B precisam de entender que as redes sociais servem muito mais do que para ampliar a comunicação empresarial. Além disso, está em causa muito mais do que apenas promover as vendas ou aumentar a visibilidade do negócio.

As redes sociais são uma forma de aproximação aos clientes e isso é tão válido no universo B2C como no âmbito B2B. Até porque permite a abertura de canais mais imediatos de atendimento ao cliente, o que pode agilizar a resolução de eventuais problemas e até potenciar novos negócios.

Veja-se o exemplo do LinkedIn, a rede social profissional por excelência, que é usada por cada vez mais profissionais e empresas para fecharem negócios e assumirem novas parcerias.

Porquê apostar nas redes sociais 

Se mantém dúvidas quanto à importâncias das redes sociais nos negócios B2B, tem de perceber que as empresas são constituídas por pessoas e estas usam as redes sociais para quase tudo. Estas são muito mais do que apenas lazer.

Os gestores e administradores de empresas procuram informações válidas sobre produtos e serviços onde andam os consumidores dos mesmos. Portanto, o seu objetivo é ter acesso a avaliações e críticas, tal como qualquer pessoa que deseja comprar uns ténis ou um tablet.

Mas descubra aqueles que são os principais benefícios de manter uma estratégia B2B nas redes sociais:

  1. A concorrência já lá está.
  2. Clientes procuram informações nas redes sociais.
  3. Abrem portas a oportunidades de venda.
  4. Feedback das redes sociais é importante para o negócio.

A interação com a página de uma empresa numa rede social e eventuais conversações online podem dar aquele extra de confiança que leva à decisão de compra. O essencial é saber ouvir e interpretar as opiniões e críticas dos consumidores para tomar as melhores decisões estratégicas.

Como usar as redes sociais para negocios b2b 2

Como criar uma estratégia B2B para as redes sociais

Todavia, se é fundamental estar nas redes sociais, estar só por estar é pura perda de tempo. Assim, é preciso fiar uma estratégia adequada ao universo das empresas que têm outras empresas como clientes.

Nesse sentido, vamos abordar aqui alguns passos fundamentais por que é preciso passar para definir um Plano de Social Media de sucesso...

Definir objetivos claros

Como em qualquer plano de Marketing Digital, é determinante definir o que se pretende alcançar com a presença nas redes sociais. Assim, será necessário saber quais são os objetivos de negócio da empresa e definir como é que uma estratégia de social media marketing ajudará a atingi-los.

Importa definir objetivos S.M.A.R.T (Specific, Measurable, Achievable, Relevant, and Time-Bound), ou seja, metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com um tempo limite para as alcançar.

Identificar as forças e fraquezas

Outro passo fundamental passa por fazer uma análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) da empresa, identificando as Forças e Fraquezas da mesma, bem como as Oportunidades e Ameaças do mercado. 

Este processo passa por fazer auditorias internas e externas e permite definir uma estratégia mais real e alinhada com a realidade.

Desenvolver Personas

O processo de identificação e criação das Personas que constituem os vários tipos de perfis dos nossos consumidores é essencial para ter resultados efetivos em Marketing Digital. 

Esta construção permite conhecer melhor o consumidor e ajuda a definir uma estratégia personalizada, considerando as suas necessidades e características.

Determinar a "voz" da empresa

Sem esquecer as Personas definidas, é preciso encontrar o tom e o tipo de linguagem ideal para usar nas publicações nas redes sociais. A maioria das empresas opta pelo tom impessoal, o que as torna aborrecidas. 

Os especialistas sugerem que as marcas devem assumir uma personalidade, uma espécie de identidade própria, para aumentar o engajamento com as pessoas. 

O perfil da Worten no Twitter é um bom exemplo desta ideia - a marca refere que a conta é "gerida pelo estagiário" e as publicações incluem muito humor, com trocas de comentários diretos com utilizadores. 

Vê-se que é uma pessoa que está do outro lado e até pode ser mesmo o estagiário, ou não, mas é um caso de sucesso inesperado.

Apostar nas redes sociais certas

Antes de começar a fazer publicações em tudo o que é rede social, é preciso estudar o público-alvo e perceber por onde é que ele anda. 

Portanto, investir tempo e dinheiro numa plataforma que é pouco usada pelos nossos clientes é um desperdício. Assim, esta análise é fundamental para definir a estratégia. 

O LinkedIn é a rede social por excelência dos negócios B2B, mas isso pode variar conforme os setores de atividade. Portanto, o que deve perceber é que precisa de estar onde estão os seus consumidores. 

Alinhar um calendário de publicações

É sempre aconselhável definir um calendário editorial, com as publicações que se pretendem fazer nas redes sociais. Este planeamento ajuda a organizar a informação em função dos objetivos planeados. Deve incluir os temas, os horários e as redes sociais onde sairão os conteúdos.

Por outro lado, é fundamental para manter a regularidade de publicações e facilitar o papel de quem gere as redes sociais.

Monitorizar os resultados constantemente

Outra fase essencial da estratégia passa por monitorizar os resultados de forma contínua, para verificar se a estratégia está a surtir os efeitos desejados.

Para isso, é preciso definir os chamados KPIs (Key Performance Indicators) que são, no fundo, a forma de avaliar a performance nas redes sociais. Em função da análise aos resultados, deverá manter-se a estratégia ou alterá-la para atingir os objetivos traçados.

Em conclusão...

Após todo este planeamento, será tempo de pôr em marcha o projeto, mas com duas certezas no horizonte. Por um lado, é preciso publicar sempre conteúdos relevantes e interessantes para o público-alvo e, por outro, a interação com o cliente é obrigatória.

É importante ter uma pessoa responsável por monitorizar e gerir as redes sociais para verificar todas as interações, comentários e perguntas. Convém responder a tudo, com a maior brevidade possível e sempre com o máximo cuidado para evitar interpretações erradas.

Esperamos que, com estas dicas, fique mais confortável e mais preparado sobre como usar as redes sociais para negócios B2B. Mas se precisar de ajuda, pode sempre contactar-nos. Podemos apresentar-lhe uma solução à sua medida.

logo growunder white 223x45px

Somos uma empresa formada por colaboradores que trabalham remotamente, focada e especializada na consultoria e administração de websites.

Contactos

Av da República 6-1Esq
1050-191 Lisboa
Portugal