Construimos e desenhamos o seu site  - Grow Under - Website Development
Alojamentos partilhados, VPS e alojamentos dedicados

Alojamento de sites

1 5

Votação deste artigo: 1 Votos, média: 1 de 5
 

Os alojamentos de sites ainda são um pouco tabu para a maioria das pessoas e por isso, resolvi explicar melhor esta questão...

Muitos fazem confusão entre alojamento e domínio. São duas coisas bem diferentes; uma coisa é o alojamento ou servidor onde alojamos o site (ficheiros, imagens, base de dados, etc.); outra coisa é o nome do site, o chamado domínio.

Sem dúvida que existe uma ligação entre eles e ela é a seguinte: o domínio aponta para o servidor, isto é, quando digitamos o nome do site (domínio) somos reencaminhados para o servidor onde está o site alojado (o sistema de reencaminhamento é feito por DNS, podemos falar disso noutro dia).

Focando-nos agora só nos servidores, que é o propósito deste post, temos três tipos de alojamentos mais comuns:

  • Alojamento partilhado
  • VPS (Virtual Private Server)
  • Alojamento dedicado

Os três são bastante diferentes e é importante que se perceba o que significa cada um e quando é que são utilizados. Importa saber que os servidores são máquinas físicas, são grandes caixas como os computadores. Estes servidores estão ligados à Internet e têm lá dentro os nossos sites.

O alojamento partilhado é o tipo de alojamento mais comum para os sites estáticos ou com conteúdos leves, por ser o mais barato.

O vendedor de alojamentos pega num servidor (uma máquina) e aluga vários espaços do disco, ou seja, quando estamos a alojar o nosso site num servidor partilhado, estamos a partilhar a mesma máquina com vários outros sites. Isto significa que se por exemplo, um dos sites apanha vírus, os outros sites todos podem também apanhar. Pior, se um site for atacado e o servidor for abaixo, todos os sites ficam offline também. Este alojamento custa em média cerca de 120€/ano.

As VPS (Virtual Private Server) são, basicamente, o mesmo que os servidores partilhados, mas, desta vez, ao invés dos sites estarem todos no mesmo disco, são criadas partições do disco do servidor e cada uma é alugada como VPS. Na verdade, temos um espaço só para nós, mas que também pode ir abaixo pelos motivos anteriormente descritos, não tanto os vírus, mas mais o caso do servidor atacado.

Estas VPS são mais utilizadas por quem possui mais sites ou sites mais complexos e com bastantes conteúdos. Uma grande vantagem é que temos a máquina à nossa disposição e podemos modificar propriedades e funções no código. Este alojamento custa em média cerca de 450€/ano.

Os servidores dedicados são, por sua vez, a única opção para grandes sites com várias visitas por dia. Estes servidores são máquinas que estão dedicadas a uma pessoa que pode ter um ou mais sites, fazendo o que quiser com o seu espaço. Os servidores dedicados são bastante mais caros e podem-se escolher as características da máquina em si e o seu espaço em disco. Este alojamento custa em média 8.000€/ano.

Um aparte: serão os servidores partilhados mais lentos que as VPS? Nem por isso, normalmente os servidores partilhados são máquinas muito potentes, garantindo o bom funcionamento dos inúmeros sites que alojam.

Vejamos agora um ponto fundamental e que também cria alguma confusão: que sistema operativo escolher para o nosso servidor?

Existem dois grandes sistemas operativos, são eles o Windows e o Linux. Todos já conhecem o Windows e devem já ter ouvido falar do Linux. Funciona assim, o Windows é um software pago, ou seja, se o vosso servidor tiver o Windows vai ter que se pagar a licença também. No caso do Linux, como é uma ferramenta gratuita e open source, assim como o Joomla, não é necessário pagar nenhuma licença. Na verdade, é necessário pagar na grande maioria das vezes a licença de um software que é o Cpanel ou Control Panel. Isto porque a grande maioria das pessoas não sabe a linha de código do Linux e precisa de um layout mais funcional e prático, fazendo com que os servidores de Linux sejam vendidos já com o Cpanel instalado.

Falta falar da empresa onde se vão alojar os sites. Esta escolha é muito importante e vai decidir bastante se o seu site está sempre online ou não. Nós na Grow Under, gostamos de alojar os sites nos EUA, onde a mentalidade é outra e onde existem empresas bastante dedicadas ao cliente. Isto significa que quando existe um problema no servidor (um ataque de vírus, o servidor ir abaixo, problemas com ficheiros, etc.) e nós queremos uma solução rápida, gostamos de ter alguém que nos ajude no momento imediato.

Pois bem, a grande maioria das empresas de servidores nos EUA dizem 24/7 (traduzindo fica 24 horas sobre 7 dias da semana, ou seja, constantemente a qualquer hora), o que nos garante que alguém vai estar lá para nos ajudar se for preciso.

Pode dizer que quer o seu site em Portugal, mas tente escolher principalmente, empresas que tenham o seu contacto bem explícito no site e que garantam a resolução dos problemas.

Para terminar, deixo aqui duas empresas de servidores, uma nos EUA e outra em Portugal:

Saiba mais dicas úteis

Regra dos três backups: a sua importância e como aplicá-la

Ter uma cópia de segurança dos dados pessoais ou empresariais é um passo essencial para evitar perdas irreparáveis. Entenda a regra dos três backups e a sua importância.

Acessibilidade Web: como fazer um site acessível com passos básicos

A criação de um site acessível e inclusivo parece um quebra-cabeças para muitos, mas é cada vez mais incontornável. Comece já a preparar-se com estas sugestões...

Como escolher um CMS open source para um projecto

Siga as nossas dicas de como escolher um CMS open source que se ajuste ao seu negócio. Joomla vs WordPress: qual o melhor CMS? E o CMS Drupal? 

Garantia de Satisfação

Satisfação de Clientes

Os nossos clientes mantêm uma relação próxima com a Grow Under, tendo sempre resposta imediata para todos os problemas.

Contactos

+351 914 132 130

info@growunder.com

Avenida Barbosa du Bocage 87 - 4 1050-030 Lisboa - Portugal

Direitos de autor © 2019 Grow Under - Gestão de sites - Formaçao em Joomla. Todos os direitos reservados.